10 July 2009

Cantina do Sanatorio

Na cantina do sanatorio os nossos colegas de mesa nao fogem a regra. No pequeno almoco de salsicha com massa so comem a salsicham, bebem um pouco de cha e partem. Nao tocam no pao nem na manteiga mas levam a fruta que houver na mesa. O frasco do molho vazio que ontem tinha deitado sobre o meio da mesa continuava la, de pe. Esta vazio ha quatro refeicoes. 

Na mesa ao lado o ritual repete-se. A senhora vem com tupperwares e guarda tudo enquanto os filhos comem uma so garfada do prato.

Os pratos, quentes e frios ja estao colocados na mesa quando chegamos. Imensa comida parece desperdicada. E a logica russa, uma vez mais.

O sanatorio em sim parece-me o Inatel ha uns 25 anos, das primeiras vezes que la fui com a minha avo ou os meus pais. Refeicoes a horas fixas, varios edificios um mais velho que o outro, tudo muito simples e burocratico.

Disse burocratico? Nos tivemos a felicidade de uma senhora, ao ver-nos de mochila, nos acompanhou ao registo de visitantes, fez questao de arranjar alguem ao telefone que falasse ingles e depois com o nosso pedido registado foi connosco as financas onde imprimiram o recibo que levamos em conjunto a contabilidade para pagar. Finalmente com gestos e um pouco de russo explicou onde ficava a cantina, as horas das refeicoes e levou-nos ao nosso quarto, de primeira categoria classe A (renovados). Tudo bonito, apenas faltava pressao na agua quente (que tinha efeito duplo de ser pouca agua muito quente e impossivel de misturar) e o punho (handle) da porta estava arranjado (remont em russo) com uma placa de madeira e 4 parafusos extra grandes para o local, mas deviam ser os 'unicos disponiveis na loja.

1 comment:

  1. hi muguel, where have all the U's gone in your portoguese? Come on, you must have stripped them out to confuse us... Cool reading a bit, than we switched to google translation ... :-)
    Greetings from Anne and Gio, catching up with your posts, guys, on a lazy Saturday morning after a under-the-fire week.
    A&G

    ReplyDelete